quarta-feira, 16 de setembro de 2015

PORTEIRO EXERCE IMPORTANTE FUNÇÃO NO SISTEMA PREVENTIVO DA EMPRESA


Além de simpático e cordial, o porteiro exerce a importante função de segurança preventiva


Quem mora em condomínio residencial ou trabalha num condomínio comercial já se acostumou com a figura do porteiro por causa do contato diário. Estes profissionais são fundamentais, precisam ser de confiança, pois são guardiões do patrimônio, educados e sempre dispostos e cordiais com os condôminos, prestadores de serviços e visitantes.  
Apesar de muitos associarem a figura do porteiro com a do segurança, eles na prática não andam armados e não exercem ações ostensivas, fazem a respeitável segurança preventiva e exercem função importantíssima de confiabilidade. A postura do profissional de portaria e suas atitudes preventivas são indispensáveis aos condomínios, por isso, o treinamento do porteiro para a melhor execução de sua função é fundamental. 
Pois, quando se fala em segurança, nem sempre podemos relacioná-la apenas à força e equipamentos tecnológicos, mas temos também que buscar estratégias que impeçam invasões e assaltos a condomínio, que infelizmente apresentam índices altíssimos em São Paulo e nas grandes capitais do Brasil. 
Há um significativo crescimento no número de condomínios verticais e horizontais, residenciais ou comerciais, e esse aumento trouxe junto fatos que demonstram fragilidade na segurança preventiva. Pois, se acompanharmos o noticiário, verificamos que na maioria dos assaltos a estes locais, a falha está justamente no momento da averiguação ou liberação de visitantes e prestadores de serviços. 
Porém há como evitar os riscos deixando contratar pessoas despreparadas para a função de porteiro, desatentas ao “entra e sai” de moradores, e que deixa qualquer um entrar, sem confirmar se os moradores autorizaram ou sem checar as placas dos carros, tomando como base apenas a marca e cor do veículo, muitas vezes semelhantes ao de algum condômino. Outra falha comum é quanto à entrada de portadores de serviços, como diaristas, pedreiros, encanadores, entre outros, e até entregadores de pizza e fast-food sem uma regra bem definida de controle de acesso, deixando a decisão para o porteiro.
Por isso, todo condomínio deve possuir regras e normas que precisam ser obedecidas por todos, pois um único deslize ou falta de comprometimento põe em risco a segurança do prédio ou conjunto de casas. Um erro muito comum é o controle de acesso à garagem, em que muitos prédios não possuem em sua estrutura condições adequadas para visualização dos veículos.
Investir em treinamento e tecnologia é muito importante neste quesito de segurança e vale a pena fazê-lo. Atualmente, muitas administradoras, síndicos e condôminos estão dando preferência pelos serviços terceirizados, tanto para portaria como para limpeza, pois os profissionais já chegam treinados e mais preparados para lidar com situações de risco, mantendo-se sempre bem colocados e cientes de como agir para evitar situações desagradáveis ou até mesmo trágicas. 
Na contratação de uma empresa de serviços terceirizados, o condomínio não precisa se preocupar com a ausência de funcionários, pois outro deverá cobrir o plantão e com a mesma qualidade de serviço. O síndico e os condôminos não precisam se preocupar com a burocracia da contratação, atestados de antecedência e muito menos com o processo de seleção e treinamento dos funcionários. Antes de serem contratados, os profissionais terceirizados passam por uma triagem e, antes de entrarem na escala de trabalho, passam por um curso específico. Além disso, eles ficam sob a supervisão da empresa que vai aplicar rotinas próprias, gerando mais segurança e trabalho de melhor qualidade. 
Com tudo isso, percebemos que a função de porteiro vai muito além da simpatia, sendo de extrema importância!
 
 
Artigo de:
Marcos Melo – especialista em condomínios da Speed Gold
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário