quinta-feira, 24 de setembro de 2015

ATRIBUIÇÕES DO PORTEIRO


O porteiro é a cara do condomínio; a porta de entrada. Por isso, ele precisa gostar do que faz para estar sempre com o semblante e atitude agradáveis. Além disso, precisa enfrentar situações bastante delicadas, já que lida diretamente com o cotidiano dos moradores. Pensando nisso, discrição também é uma característica fundamental. Mas, como a função do porteiro vai muito além do abrir e fechar dos portões do prédio, o Código Brasileiro de Ocupações (CBO), instituído pelo Ministério do Trabalho, definiu quais são as atribuições específicas estipuladas para essa profissão.
Segundo o CBO, o porteiro executa serviços de vigilância e recepção, seja em edifício de apartamentos, comercial ou outros. Seu principal objetivo é dar segurança aos condôminos.
Segundo o documento do Ministério do Trabalho, suas atribuições são:
  • Fiscalizar a entrada e saída de pessoas, observando o movimento das mesmas no saguão da portaria principal, nos saguões dos elevadores e nos pátios, corredores do prédio e garagem.
  • Tentar impedir a entrada de pessoas suspeitas.
  • Encaminhar as demais ao destino solicitado.
  • Encarregar-se da correspondência em geral e de encomendas de pequeno porte enviadas aos ocupantes do edifício, recebendo-as e encaminhando-as aos destinatários para evitar extravios ou outras ocorrências desagradáveis.
  • Desempenhar algumas das tarefas próprias do zelador de edifício, tais como a inspeção de pátios, corredores, áreas e outras dependências do prédio, além de receber e conferir material.
A portaria é uma parte crucial do edifício e, por isso, precisa ser colocada em primeiro lugar. 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário